quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Filho de Caio Fábio ajuda igreja gay


Já por algum tempo, porém, sente-se na posição de Caio Fábio uma estranha hesitação de chamar o homossexualismo pelo único nome que a Bíblia o chama: pecado.
Rev. Caio Fábio declarou:
Os únicos homossexuais que eu já vi serem “curados” são os que nunca foram.
Eu não tenho dúvida de que em muito breve ficará definitivamente provado — já se caminha com muita rapidez para isso — que a homossexualidade tem como fator preponderante a genética.
Há pessoas homossexuais que nunca praticaram um único ato homossexual, mas nem por causa
disso deixaram de ser. São os eunucos por amor ao Reino de Deus.
É uma pena que não haja liberdade para as pessoas dizerem quem são.
Essas afirmações são apenas um pequeno exemplo de como Caio Fábio aborda a questão homossexual hoje em dia — da forma mais enigmática e ambígua possível.
A opinião dele também é que as igrejas evangélicas do Brasil estão doentes. E enquanto ele cuida dessas igrejas, seu próprio filho ajuda a Igreja Comunidade Metropolitana (ICM), a maior denominação evangélica homossexual do Brasil. Mas ninguém nunca ouviu Caio declarar que a igreja de seu filho está doente…
Trabalhando na ICM, Ciro D’Araújo, filho de Caio Fábio, escreveu, juntamente com o pastor da ICM, o documento pró-homossexualismo “O que os gays precisam saber sobre a Bíblia”, onde são debatidas todas as questões bíblicas que os evangélicos usam contra o homossexualismo.
O nome de Ciro D’Araújo também consta no site principal da ICM.
O site homossexual Soul Food Ministry divulga que Ciro D’Araújo tem intenção de estudar para ser pastor da ICM. O mesmo site também divulga um artigo de Caio Fábio.
Conclusão:
Não é pecado ter um filho alcoólatra, adúltero, estuprador ou homossexual. E a Bíblia também deixa claro que os pais não serão punidos pelos crimes dos filhos. O pai sensato ama o filho problemático sem de modo algum tolerar sua conduta pervertida.
Talvez seja hora de Caio parar de tentar “ajudar os outros” para ter tempo de ajudar seu próprio filho.
Confira também os sites:
http://icmbrasil.org
http://www.soulfoodministry.org/docs/English/Eng_DivinaComedia.htm
http://www.soulfoodministry.org/Friends/AnnualReport2005.htm

Um comentário:

Lion of Zion disse...

O bom é pensar que uma coisa não descaracteriza outra. Buscar pontos fracos no Caio Fábio para que ele volte seu dedo apontado para as igrejas evangélicas que sim estão doentes para o seu próprio nariz é uma estratégia que só faz fumaça. Por que abafa um incêndio que existe e incendeia outro ponto com mais veemência com a lenha da polêmica hossexualidade.

Caio não é Martinho Luthero e não fará uma reforma protestante em canto algum. Não o admiro, assim como não admiro Silas e compania. Mas os incêndios estão ai e a inspiração da graça nos venha mover á combate-los.